NOTÍCIAS
Greve é suspensa após governo recuar
01/12/2017
Suspensão pode ser considerada uma vitória antecipada da classe trabalhadora; mobilização deve continuar

A Central Única dos Trabalhadores (CUT) e demais centrais sindicais suspenderam a Greve Geral que havia sido convocada para o dia 5 de dezembro.

 

Em nota, a CUT afirma que o movimento sindical tinha decidido que, “se marcar a votação (da reforma da Previdência), o Brasil vai parar”. Como a proposta não será votada na semana que vem, como havia sido marcado pelo presidente da Câmara dos Deputados, a greve foi suspensa.

 

Mas, as centrais recomendam que os trabalhadores se mantenham em alerta e os sindicatos continuem com seu trabalho de mobilização contra a reforma que, na prática, acaba com a aposentadoria da classe trabalhadora.

 

“A suspensão da greve pode ser considerada uma vitória antecipada da classe trabalhadora. Com o trabalho de denúncia que fizemos dos deputados e senadores que votaram a favor da terceirização e da reforma trabalhista o governo Temer não tinha a quantidade suficiente de votos para a aprovar mais um massacre contra o povo brasileiro. Temos que manter a mobilização para derrubar de vez essa famigerada proposta. Quem vota contra os trabalhadores não será eleito no ano que vem”, disse Roberto von der Osten, presidente da Confederação dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT).  

Rua Engenheiro Eugênio Motta, 102 - Jardim Santista - Mogi das Cruzes - SP Tel: (11) 4724-9117
Sindicato dos Bancários de Mogi das Cruzes e Região © Direitos Reservados
Acessar o painel administrativo