NOTÍCIAS
Aumento abusivo nos planos de saúde do Santander causa revolta
06/02/2018
Bancários estão indignados com reajuste muito acima da inflação; esse foi apenas um dos motivos das paralisações deflagradas pelo Sindicato em 20 de dezembro e 31 de janeiro

Dentre os vários prejuízos impostos pela direção do Santander aos bancários nos últimos meses, um dos que está causando mais indignação é o aumento abusivo na coparticipação dos procedimentos e consultas médicas vinculadas ao plano de saúde oferecido pelo banco. Sem qualquer negociação com o Sindicato, a empresa determinou reajuste de até 20% para quem aciona o convênio médico.

Esse aumento muito acima da inflação (2,95% em 2017) está gerando grande indignação entre os bancários e foi um dos motivos que levou o Sindicato a deflagrar paralisações em diversos centros administrativos e centenas de agências, no dia 20 de dezembro, e nos call centers, nesta quarta-feira 31.

“Estou muito chateada com isso. Mês passado fiz exames ginecológicos, foram vários e este mês tive um desconto de ‘apenas’ R$ 450. Isso é muito para o meu salário total”, queixou-se uma bancária.

“Uma vergonha. No mês de novembro tive um desconto de mais de R$ 800 de coparticipação, e mais R$ 200 de mensalidade do plano, simplesmente fiquei sem salário. Tinha exames e consultas que fiz no mês de junho e descontaram em novembro. Não adianta reclamar. Abri várias reclamações e o convênio disse que estão corretos em cobrar serviços retroativos”, conta outra funcionária.

“Nesses últimos meses só estou trabalhando pra pagar o convênio, pois com todos os meus problemas de saúde, não tem como não usar o convênio”, ponderou outro.

“Não podemos ficar doentes. Somos robôs”, resumiu outro. “Se ficar doente, é melhor partir para o SUS”, opina um colega.

“É uma desumanidade um banco que lucrou 35% a mais em um ano impor um reajuste tão alto aos seus funcionários que se matam de trabalhar e perdem a saúde diante das metas abusivas e do assédio moral praticados a fim de obter esse resultado astronômico”, protesta Maria Rosani, coordenadora da Comissão de Organização dos Empregados do Santander e secretária executiva do Sindicato.

  

Rua Engenheiro Eugênio Motta, 102 - Jardim Santista - Mogi das Cruzes - SP Tel: (11) 4724-9117
Sindicato dos Bancários de Mogi das Cruzes e Região © Direitos Reservados
Acessar o painel administrativo