Sindicato dos Bancários de Mogi das Cruzes e Região
NOTÍCIAS
Santander faz bancários madrugarem em feiras livres para vender
12/02/2019
Sindicato recebeu denúncia de que gerência regional do banco está convocando trabalhadores para estarem em feiras livres a partir das 6h40 da manhã para vender máquinas Getnet

O Sindicato recebeu nova denúncia de que bancários do Santander estão sendo convocados para vender máquinas Getnet em feiras livres da cidade, um ambiente não apropriado para negócios bancários, sem segurança e exposto às intempéries climáticas. A nova denúncia relata que a Gerência Regional Centro estava convocando funcionários a venderem as máquinas de crédito em uma feira livre a partir das 6h40. Para piorar, segundo a denúncia, a gerente regional informou aos trabalhadores que aqueles que se recusarem a ir, ficariam “mal vistos” no banco.

Após tomar conhecimento da denúncia, o Sindicato procurou o banco para cobrar o fim da prática. Por sua vez, o Santander afirmou ter “corrigido” a situação da seguinte forma: só participam gerentes, sem caixas ou estagiários; todos devem registrar o ponto por meio do mobile, que permite a marcação em qualquer local; todos cumprirão jornada, se iniciarem a jornada antes devem terminar antes; nenhum funcionário pode ser obrigado a participar; a regional entrou em contato com as agências que vão participar, informando as regras, formalizadas através de e-mail.
 
“O Santander diz que, feitas as `correções´ informadas, a prática estaria autorizada pelo RH e Jurídico do banco. O Sindicato, na defesa da saúde e segurança dos bancários, avalia que feiras livres não são ambientes adequados para a realização de negócios bancários. Não oferecem segurança, expondo gerentes a maior risco de acidentes do que em agências, o que configuraria acidente de trabalho, sendo assim responsabilidade do banco, demandando também emissão de CAT; de sequestros e outros crimes; além de submeter os trabalhadores a intempéries climáticas. Além disso, é um absurdo convocar funcionários fora do horário. As pessoas tem toda uma vida fora do banco, compromissos como, por exemplo, levar os filhos ao colégio. Não é simples readequar a rotina”, critica a dirigente do Sindicato e bancária do Santander Lucimara Malaquias.
 “Uma vez que o banco, através do seu RH, informou que os bancários podem se recusar a realizar a ação, o Sindicato orienta que se recusem, preservando assim a sua segurança e saúde. Lembrando ainda que o bancário também não é obrigado a trabalhar aos finais de semana. O Sindicato orienta que denunciem qualquer pressão ou coação para atuarem nessas condições. As denúncias podem ser feitas diretamente aos dirigentes, pela Central de Atendimento (11 3188-5200), ou no WhatsApp (11 97593-7749)”, orienta Lucimara. (Fonte: SP Bancários)

Rua Engenheiro Eugênio Motta, 102 - Jardim Santista - Mogi das Cruzes - SP Tel: (11) 4724-9117
Sindicato dos Bancários de Mogi das Cruzes e Região © Direitos Reservados
Acessar o painel administrativo