Sindicato dos Bancários de Mogi das Cruzes e Região
NOTÍCIAS
Coronavírus: Sindicato e Apcef/SP conquistam avanços na proteção dos empregados
20/10/2020
Direção do banco atendeu cobrança das entidades e se comprometeu com o fim da transferência de empregados de agências em protocolo de Covid-19 para outras unidades e com a realização da higienização p

Após muita cobrança do Sindicato e da Apcef/SP, a Caixa atendeu a reivindicação das entidades e informou que, em caso de confirmação de contaminação por coronavírus, a higienização das agências será realizada por equipe especializada, e não mais pela equipe de limpeza da própria unidade. A direção do banco assumiu o compromisso de que enquanto a higienização não for concluída, a agência permanecerá fechada. Além disso, garantiu também que os empregados, que serão todos testados para precisar a situação da unidade quanto à contaminação, de forma alguma serão transferidos para outras unidades durante o protocolo de Covid-19. 

Na mesma reunião em que firmou os compromissos quanto ao reforço dos protocolos - realizada entre Sindicato, Apcef/SP e Superintendência São Paulo Centro, na sexta-feira 16 -, a direção do banco público informou ainda que, atendendo reivindicação das entidades, irá encaminhar cobrança para que as administrações municipais garantam estrutura sanitária mínima nas filas formadas do lado de fora das agências, como já cobraram em ofício Sindicato e Apcef/SP.  

“São avanços importantíssimos para os nossos esforços em preservar a saúde e a vida dos empregados da Caixa, assim como também de toda a população que é atendida nas unidades”, destaca o diretor da Apcef/SP Leonardo Quadros.

Em caso de suspeita ou contaminação por Covid-19 em agências da Caixa, Sindicato e Apcef/SP devem ser comunicados (vejo como no final da matéria). 

SBPE 

A questão da competitividade dos produtos financeiros da Caixa, um dos pontos abordados na reunião, também apresentou avanço com a recente redução da taxa de juros para novos contratos de financiamento habitacional pela Caixa no Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE).   

“Ainda são muitos os problemas de competitividade dos produtos financeiros, incluindo a necessária melhoria da estrutura e dos sistemas, mas foi uma boa notícia a redução da taxa de juros no SBPE. Esta é uma cobrança que Sindicato e Apcef/SP fazem há um bom tempo em mesa de negociação, fundamental em termos de retorno do trabalho dos empregados”, destaca o diretor do Sindicato e empregado da Caixa Dionísio Reis. 

Manutenção do teletrabalho 

Os representantes dos empregados também cobraram que seja respeitado o compromisso da Caixa em manter o teletrabalho, assim como as definições de trabalho essencial pelo decreto presidencial 10.282. 

“Estamos vendo várias áreas convocando para retorno ao trabalho presencial como, por exemplo, a CEPTI, o que é um abuso. Empregados do penhor, que não definido como atividade essencial no decreto presidencial, também estão sendo convocados. Reforçamos a cobrança para que o compromisso de manter o teletrabalho na Caixa seja rigorosamente respeitado”, relata Dionísio. 

Reuniões periódicas 

Além das negociações no âmbito dos Fóruns Regionais de Saúde e Condições de Trabalho, estão programadas reuniões mensais entre as superintendências, Sindicato e Apcef/SP. 

Confira abaixo a pauta apresentada pelo Sindicato e Apcef/SP na reunião com a Superintendência São Paulo Centro:

1) Protocolos precisam voltar a ser rigorosos com a) higienização por equipe especializada, b) não transferência de empregadxs em agências em protocolo 1 e c) testagem de todos da unidade. 

2) Cobrança institucional da Caixa para com as administrações municipais para que a população tenha estrutura nas filas das agências evitando contaminação preservando suas vidas e dos trabalhadores.  

3) Contratação imediata dos concursados para São Paulo, que concentra grande parte da concorrência bancária do país e grande densidade populacional.

4) Fim da cobrança de metas na Pandemia: disponibilizando os serviços Caixa online e suspendendo o Conquiste no ano de 2020. 

5) Melhorias estruturais nas unidades, assim como nos sistemas. 

6) Produtos financeiros devem ser mais competitivos, com menores juros e mais acessíveis a população. 

7) Durante a pandemia, manutenção em home office de todos empregados que participam de atividades que não tenham necessidade comprovada de trabalho presencial. Entendimento pela Caixa de trabalho essencial obedecendo o decreto presidencial 10.282.

8) Cancelar o contrato com a empresa Verocard que tem sido insatisfatório, seguindo o que é previsto no edital e na lei, ou justificar aos empregados por que vai manter essa empresa.

9) Manutenção e fortalecimento da Caixa 100% Pública, sem proceder com a venda de partes do banco.

10) Saúde Caixa: Queremos transparência nas informações e manutenção do modelo de custeio 70/30.

11) Funcef: responsabilidade da Caixa com seu patrocínio e no contencioso trabalhista, além de melhoria das condições do Credplan. (Fonte: SP Bancários)

Rua Engenheiro Eugênio Motta, 102 - Jardim Santista - Mogi das Cruzes - SP Tel: (11) 4724-9117
Sindicato dos Bancários de Mogi das Cruzes e Região © Direitos Reservados
Acessar o painel administrativo