Sindicato dos Bancários de Mogi das Cruzes e Região
NOTÍCIAS
Bancários conquistam avanços nas negociações com Santander
26/04/2019
Ampliação da rede credenciada dos vales alimentação e refeição e atualização do reembolso do vale-combustível por quilômetro rodado foram algumas conquistas

Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT), por meio da Comissão de Organização dos Empregados (COE), e demais entidades de representação dos trabalhadores garantiram avanços aos bancários nas negociações com o Santander. A reunião foi realizada na quinta-feira (25 de abril) para debater questões que afetam o dia a dia de trabalho e estão pendentes de negociação com o banco. 

Na mesa, o banco se comprometeu a atualizar o reembolso do vale-combustível por quilômetro rodado e a ampliar para 300 mil estabelecimentos até dezembro de 2019 o número de locais credenciados à bandeira Bem dos vales refeição e alimentação. Hoje são mais de 120 mil credenciados. 

O movimento sindical condenou a retirada da porta giratória em algumas agências devido à redução de assaltos e vai seguir a legislação e cobrar a polícia federal para que fiscalize e garanta segurança aos funcionários e clientes. 

O banco admitiu que pretende abrir 26 agências em todo Brasil para realizar palestras e atendimento de educação financeira de forma voluntária. O Sindicato é contra esta ação que contradiz a Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) da categoria. A medida só expõe ainda mais os funcionários e clientes a riscos de assalto. 

Quanto à unificação dos cargos, foi solicitada pelas entidades presentes a ampliação do prazo para a Certificação da CPA-10. 

Na próxima reunião, em data ainda a ser confirmada, serão debatidas questões como plano de saúde, gerente de apoio e retorno ao trabalho após afastamento pelo Instituto Nacional de Seguro Social (INSS).  

“Arrancamos conquistas importantes, mas ainda precisamos avançar em outros itens, em especial nas questões relacionadas à segurança bancária e impedir essa ideia abusiva de recrutar os bancários aos sábados para trabalharem como voluntários”, destacou o secretário de Imprensa do Sindicato, Thiago Alessandro da Cruz Moreira. 

A medida foi considerada juridicamente uma aberração, pois na prática só precariza ainda mais o trabalho nas agências. Segundo Thiago, não existe trabalho voluntário realizado para o patrão e no próprio ambiente de trabalho. 

“Isso configura-se uma atividade sem remuneração, logo, é trabalho escravo e não voluntário. Além de tudo, os bancários não contam com proteção das leis trabalhistas nem com segurança. Caso algum trabalhador sofra acidente ou seja assaltado no caminho do trabalho não terá garantias trabalhistas, portanto, está claro que não se passa de uma exploração”, alertou.

Rua Engenheiro Eugênio Motta, 102 - Jardim Santista - Mogi das Cruzes - SP Tel: (11) 4724-9117
Sindicato dos Bancários de Mogi das Cruzes e Região © Direitos Reservados
Acessar o painel administrativo