Sindicato dos Bancários de Mogi das Cruzes e Região
NOTÍCIAS
Com salário de R$ 4 milhões por mês, presidente do Santander defende fim da aposentadoria para bancários
10/06/2019

Quase R$ 4 milhões por mês é o que Sergio Rial, presidente do banco espanhol Santander, recebeu em 2018. Defensor ferrenho da reforma da Previdência, Rial é a favor das novas regras que farão com que o trabalhador pague para não se aposentar e, caso consiga, receberá um valor muito aquém para conseguir sobreviver. O que você acha disso, bancário?

 

Como se não bastasse, o presidente do Santander tenta a todo custo fazer com que os bancários trabalhem aos sábados como voluntários, ou seja, sem receber sequer um centavo.

 

“É um escárnio. Mais do que nunca temos de nos unir contra essas atrocidades e defender nosso direito à aposentadoria pública, assim como tantos outros que estão em risco”, afirma Thiago Moreira, secretário de Imprensa e Comunicação do Sindicato dos Bancários de Mogi e Região.

 

Altos salários

A lista com os salários recebidos pelos presidentes das principais companhias brasileiras foi divulgada recentemente. Segundo a Comissão de Valores Mobiliários (CVM), o maior valor, que inclui os salários mensais e também bônus e outras vantagens, é do diretor-presidente do Itaú Unibanco: R$ 46,880 milhões, o equivalente a quase R$ 4 milhões por mês. Na sequência estão os diretores-presidentes do Santander, com R$ 43,068 milhões.

Rua Engenheiro Eugênio Motta, 102 - Jardim Santista - Mogi das Cruzes - SP Tel: (11) 4724-9117
Sindicato dos Bancários de Mogi das Cruzes e Região © Direitos Reservados
Acessar o painel administrativo